Webventure: Atleta deficiente visual encara ultramaratona na Bahia

Imprimir
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Direto de Mucugê - Se para os atletas de elite uma prova de 565 quilômetros como a Claro Brasil Ride é um grande desafio, para a dupla Daniela Lemke/ Adauto Belli o desafio tem um gosto a mais. A dupla participa da primeira prova de ultramaratona juntos e tem um objetivo em comum: concluir a prova. Normal para grande parte dos competidores, mas o desafio da dupla é ainda maior, pois Adauto é deficiente visual.


Bruna Didario

WEBVENTURE: Atleta deficiente visual encara ultramaratona na Bahia

Direto de Mucugê - Se para os atletas de elite uma prova de 565 quilômetros como a Claro Brasil Ride é um grande desafio, para a dupla Daniela Lemke/ Adauto Belli o desafio tem um gosto a mais. A dupla participa da primeira prova de ultramaratona juntos e tem um objetivo em comum: concluir a prova. Normal para grande parte dos competidores, mas o desafio da dupla é ainda maior, pois Adauto é deficiente visual.

"Eu olhei o percurso no site da prova e pensei que seria uma oportunidade legal, e logo me lembrei do Adauto, que faz parte do projeto DV na Trilha voltado para deficientes visuais e ele seria uma ótima dupla. Mas os custos eram altos, entrei em contato via site da prova e no dia seguinte o Mário Roma ligou e disse que topava a nossa vinda. Aí preparamos tudo", contou Lemke, ansiosa por sua primeira experiência.

Mesmo com o pedido, Daniela e Adauto tiveram que correr atrás de todos os equipamentos, inclusive da bicicleta tandem, de dois lugares. "Conseguimos bicicleta tandem para vir e ele ficou feliz quando soube."  "Eu me preocupo com ela, pois qualquer problema é difícil de resolver em uma trilha", afirmou a atleta.

Treinamentos - Apesar de ser uma prova extenuante, os treinos da dupla foram feitos separadamente. "Treinamos poucas vezes juntos, mas acabamos fazendo cada um sua parte; pedalamos juntos faz tempo, nos conhecemos", disse Daniela. "Preparação foi tranquila, é mais controlar a ansiedade pro início da prova. Estou pronto mesmo!", completou Adauto. A estratégia de Daniela e Adauto é simples: "quero terminar a prova, ter calma e saber administrar tudo", declarou a biker.

 Fonte: http://www.webventure.com.br