POR ANDRÉA MONSON: Sábado no DV na Trilha


Eu sabia que existia o projeto DV na trilha, mas nunca tinha ido atrás de mais detalhes, até receber um convite quase que formal na lista do PNDF na última semana. Depois de 3 meses sem saber o que é pedalar dormi cedo na 6a e acordei empolgada para conhecer o projeto. 

Cheguei junto com o Magno.. tão perdido quanto eu na sua também 1a vez.


Eu sabia que existia o projeto DV na trilha, mas nunca tinha ido atrás de mais detalhes, até receber um convite quase que formal na lista do PNDF na última semana.

Depois de 3 meses sem saber o que é pedalar dormi cedo na 6a e acordei empolgada para conhecer o projeto.

Cheguei junto com o Magno.. tão perdido quanto eu na sua também 1a vez.

O Bruno e a Dani nos recepcionaram e já disseram para \"brincarmos\" com as Tandens.

Era um bando de bobos que nunca tinham visto uma bicicleta dupla antes.. todo mundo com medo das bikes.

Fizemos várias duplas de \"condutores e conduzidos\" para treinar o jeito.

E o que teve de gente gritando, catando meio fio, querendo virar o guidon atrás, com medo de virar o guidon na frente.. ainda bem que nossos amigos DVs não viram.. ou talvez tivessem desistido do passeio... =)

Teve DV andando sozinho na bike mais desinibido que nós...

Com receio, medo, ansiedade e tudo misturado, as duplas foram formadas e lá nos fomos em 9 tandens e 5 apoios.

Na saída, ainda meio confusos, de repente ouvimos um grito \"sai da frente!\", uma tandem freando e alguém pulando para puxar um amigo DV (que não ia saber mesmo que era com ele o aviso).

Sustos a parte.. lá se foram eles.. e que energia!

Meu Deus, eu na minha velha bikezinha quase pedi arrego.

Esse pessoal voava de um jeito que eu penei pra acompanhar.

3 meses sem pedalar e com monte de ciclistas empolgadíssimos, meu pulmão quase me deixou ainda no comecinho do eixão sul.

O Omega pegou a speed com a Tatiana e a impressão foi que eles deram umas 5 voltas no eixão.

Eles iam e voltavam tranquilamente e eu lá me matando para acompanhar alguém!

No momentos em que eu conseguia ficar ao lado de alguma tandem era só diversão.

Como rimos!

Todos os DVs eram bem humorados de dar inveja...

Nos divertimos muito com o Rubens e o Wanderson, ambos deficientes auditivos.

Era muito mais a gente abanando, gesticulando feito doidos, e eles morrendo de rir da nossa ignorância em libras.

Ainda bem que estava lá a Gisela para traduzir ao final do passeio, nosso grande bate papo.

Como disse o Adauto \"me sinto ouvindo piada em outra língua\".

Mas nos entendemos ao final de tudo...

Como foi bom!

Como eu aprendi tanta coisa em tão pouco tempo!

Dizem que quem vê cara não vê coração.. pois então.. eu aprendi neste dia a ver com o coração!

Onde nos encontrar

Nos reunimos, quinzenalmente, aos sábados, às 9h no Jardim Botânico de Brasília
SMDB Cj 12 CL - Lago Sul, Brasília - DF, 71680-001

Quando

Contato

Para mais informações: 

Perfil do Facebook 

E-mail: contato@dvnatrilha.com.br

Telefone: (61) 99952-0607

www.dvnatrilha.com.br Copyright © 2012 DV na Trilha. Todos os direitos reservados - Ambiente sujeito a monitoração.

Buscar